quinta-feira, 22 de dezembro de 2011

Bandidos rivais trocam tiros em Sete de Abril

A agilidade de uma guarnição da 50ª Companhia Independente de Polícia Militar em averiguar, na quarta-feira (21), denúncia sobre um confronto entre criminosos armados na localidade de Bela Vista, no bairro Sete de Abril, evitou que a rixa entre grupos rivais resultasse em homicídios. Leandro de Souza Sodré, o “Pingo”, e Iranildo Alves dos Santos, o “Bomba”, flagrados com dois revólveres calibre 38 quando trocavam tiros com os traficantes conhecidos como “Pelezinho”, Magno, “Nem” e “Jegue”, foram conduzidos para a 10ª Delegacia Territorial (Pau da Lima) e autuados por porte ilegal de arma, pelo delegado plantonista Antônio Cardoso Júnior.

Um adolescente integrante do grupo de Pingo e Bomba, que também participou do confronto, foi conduzido à Delegacia para o Adolescente Infrator (DAI), em Brotas, juntamente com o seu revólver. Chegando à Bela Vista poucos minutos após o início do confronto, a guarnição da 50ª CIPM, comandada pelo major Ricardo Mattos, conseguiu desarmar todos os componentes da quadrilha, enquanto os quatro traficantes rivais fugiam.

Pingo confessou que portava a arma de fogo para se defender do bando de Pelezinho, autor da morte de seu irmão Marcelo de Souza Sodré há três anos, e que o grupo rival tentou assassiná-lo em três oportunidades. Bomba informou que o traficante apelidado de Jegue, comparsa de Pelezinho, matou seu irmão Denílson Santos Silva há quatro anos.

Segundo o delegado Carlos Habib, titular da 10ª DT, a polícia investiga a participação das duas quadrilhas em homicídios registrados na região de Sete de Abril. “As armas apreendidas serão periciadas e, constatando-se que disparos foram desferidos recentemente de cada uma delas, buscaremos elementos para indiciá-los por tentativa de homicídio contra os quatro rivais”, pontuou Habib.

Informações e Foto SSP/BA

Um comentário:

Anônimo disse...

O TRAFICANTE MARCREUS E TILISCO DA MANGABEIRA ESTAO ASSASINANDO AS CRIANÇAS TUDO PQ NAUM QUEREM VENDER DROGAS PRA ELES E NEM SERVIR DE AVIAOZINHO