segunda-feira, 2 de novembro de 2015

A Bruxa tava Solta: Quatro homicídios registrados no sábado do Halloween

Policiais do Serviço de Investigação da Delegacia de Homicídio e Proteção a Pessoa (DHPP), que tem o comando do delegado Jean Souza registraram quatro homicídios ocorridos nesta sábado (31), considerado como Dia das Bruxas, o dia do Halloween. Os crimes aconteceram nos bairros: Barro Vermelho; Tanque da Nação, Baraúnas e Pedra do Descanso.

Barro Vermelho

No final da tarde de sábado, por volta das 17:30 horas, Ângelo Márcio da Silva Gonçalves, conhecido como “Macinho”, 40 anos, que residia no bairro Jardim Cruzeiro, foi assassinado com vários tiros de pistola, quando se encontrava na localidade conhecida como Barro Vermelho, que fica entre os bairros Rua Nova e Jardim Cruzeiro.

Segundo informações de testemunhas, Macinho estava sentado no passeio, conversando um amigo, quando dois homens montados numa motocicleta se aproximaram, sendo que, o carona desceu com arma na mão e deflagrou vários tiros acertando o rosto da vitima, que não resistiu e morreu no local.

Baraúnas

Meia hora depois, às 18 horas no Baraúnas, a jovem Elisandra da Silva Melo, 34 anos, foi baleada com cinco tiros e socorrida para o Hospital Geral Clériston Andrade (HGCA), onde morreu momentos depois. Ela residia na Rua José Tavares Carneiro, no mesmo bairro onde foi baleada.

Testemunhas afirmaram para reportagem que, Elisandra conversava com uma amiga, quando dois homens montados numa motocicleta, se aproximaram e o carona sacou a arma e deflagrou cinco tiros acertando as costas e tórax da vitima.

Tanque da Nação

Mais meia hora depois, aproximadamente as 18:30, o jovem Lucas Costa Santos de 19 anos, que residia na Expansão do Feira IX, estava na Rua São Luiz, no bairro Tanque da Nação, quando dois homens montados numa motocicleta se aproximaram e deflagraram vários tiros. Lucas ainda tentou correr entrando na Rua Manoel Matias, mas foi perseguido e morto com sete tiros.

No momento em que os criminosos atiravam em Lucas, um dos disparos acabou acertando as costas da dona de casa Elizangela Santos de Jesus, 41 anos, residente no bairro Sobradinho. Ela passava pela rua quando foi atingida por uma bala perdida. Policiais plantonistas da DHPP, juntamente com peritos do Departamento de Polícia Técnica (DPT), sob o comando da delegada Clecia Vasconcelos compareceram ao local do crime, onde realizaram o levantamento cadavérico e iniciaram as primeiras investigações.

Investigadores da DHPP, contou que esse crime do Tanque da Nação foi o segundo em menos de 24 horas. No mesmo local, onde Lucas estava foi morto na noite de sexta-feira (30), Anderson Paim de Azevedo, de 28 anos.

Suspeita

Investigadores da DHPP estão suspeitando que os três homicídios acontecidos acima, onde os crimes foram registrados no tempo de meia hora de um para o outro e praticamente na mesma região. Acreditam que são os mesmos assassinos.

Um investigador que não quis ser identificado, afirmou que, provavelmente esses três crimes tem a motivação por tráfico de drogas. “O do Barro Vermelho, no local é ponto de vendas de drogas, nas Baraúnas, também e no Tanque da Nação, ponto de drogas que inclusive, na noite anterior deste crime, um jovem também foi morto no mesmo local e a polícia teria encontrado drogas no bolso da vitima morta na sexta-feira”, frisou o policial.

Um familiar de Lucas que não quis ser identificada, contou para reportagem que, Lucas Costas não tinha envolvimento com o crime e que os assassinos teriam o confundido com um primo, que fica no local onde aconteceu os primeiros tiros.

Pedra do Descanso

Ainda na noite de sábado, o jovem Ivanildo Silva de Souza, 33 anos, foi assassinado a tiros nas proximidades da Avenida Rio de Janeiro, no bairro Pedra do Descanso, próximo de um Atacadão. Segundo informações da polícia, Ivanildo estava usando a farda da empresa Viabahia quando foi algemado e baleado, uma equipe do Samu ainda chegou a prestar socorro, mas ele não resistiu.

Ainda de acordo com a polícia, ele trabalhava na concessionária de rodovias há 11 meses. Investigadores da DHPP, suspeitam que Ivanildo foi vitima de assalto seguido de morte.


Nenhum comentário: