quarta-feira, 21 de outubro de 2015

RONDESP prende três traficantes acusados de matar jovem no Bonocô


Três traficantes envolvidos no homicídio de Gabriel da Silva Silva, de 20 anos, assassinado a tiros, na tarde de domingo (18), na passarela da Avenida Bonocô, foram presos, na madrugada desta terça-feira (20), na Rua Jaguarari, em Cosme de Farias, na capital baiana (Salvador), por policiais da Rondesp/Atlântico e conduzidos ao Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP). 

Alan Santos Oliveira, o ‘Código’, de 23 anos, Walaci da Silva Moraes, o ‘Marcha Lenta’, 20, e Ângelo Márcio da Silva Portural, o ‘Peca’, 19, foram apresentados à imprensa, na manhã desta terça-feira (20), no DHPP, durante coletiva conduzida pela delegada Andréa Ribeiro, titular da 1ª Delegacia de Homicídios (DH/Atlântico), e pelo major PM Guerra, comandante da Rondesp/Atlântico.


Com o trio, a polícia apreendeu 105 porções de cocaína, 39 ‘trouxas’ de maconha, 15 pedras de crack e R$ 990, em espécie. De acordo com a delegada Andréa Ribeiro, a vítima morava na Boa Vista do Lobato e, no dia do crime, tinha ido à casa da namorada, na localidade da Baixa do Tubo, em Cosme de Farias. Ele foi retirado de dentro da residência por pelo menos nove traficantes e levado para o local onde foi morto.


Segundo a delegada, Gabriel postou numa rede social uma foto na qual aparecia fazendo um gesto com as mãos característico de integrantes de outra quadrilha, que atua na região de Cosme de Farias. Apesar de não ter passagem pela polícia e, até o momento, não haver nenhum indício do seu envolvimento com o tráfico de drogas, os autores o apontaram como traficante rival. 


O mandante do crime foi o traficante conhecido por ‘Lobão’, apontado também como um dos executores do homicídio. Ele é ligado a José Carlos Ferreira dos Santos, o ‘Zóio de Gato’, que está no Presídio de Segurança Máxima, em Serrinha. A arma do crime ainda não foi localizada. 



A polícia vai investigar a participação de Alan, Walaci e Ângelo em outro assassinato ocorrido há oito meses no Subúrbio de Salvador, que vitimou, nas mesmas circunstâncias do homicídio de Gabriel, um homem apelidado de ‘Careca’. O trio foi autuado por tráfico de drogas e associação para o tráfico, sendo conduzido à Cadeia Pública, no Complexo Penitenciário da Mata Escura. 

Nenhum comentário: