sexta-feira, 8 de agosto de 2014

Sistema de videomonitoramento é apresentado a Imprensa

O funcionamento do Sistema de Videomonitoramento do município de Feira de Santana foi apresentado para imprensa horas antes de sua reinauguração. O encontro entre os profissionais da comunicação e a equipe de trabalho do Gabinete de Gestão Integrada Municipal serviu para esclarecer sobre a tecnologia aplicada, a quantidade instalada de equipamentos e a sua funcionalidade.

A apresentação ficou por conta do secretário de Prevenção a Violência, Mauro Moraes e também contou com a presença dos secretários Valdomiro Silva (Comunicação Social) e Jailton Batista (Cultura, Esporte e Lazer), além do tenente-coronel da Polícia Militar Adelmário Xavier, comandante da Região Leste. Todas as questões foram esclarecidas aos cerca de 20 jornalistas e radialistas que estiveram no local.

“Esses equipamentos são os olhos de nossa cidade. É um local de integração dos órgãos de segurança, onde o trabalho será realizado para combater a violência e também ajudar em outros setores que competem a administração pública de uma grande cidade como Feira de Santana”, declarou Mauro Moraes.

Já estão em funcionamento 127 câmeras, porém mais 63 serão instaladas, somando o total de 190 em toda a cidade. Os locais de instalação foram escolhidos através de estudos, levando em consideração rotas de fuga, índice de criminalidade e locais com grande fluxo de pessoas – a exemplo dos Terminais de Transbordo e Estação Rodoviária.

“Vamos trabalhar com produção de imagens que possam contribuir com a Polícia Civil (no caso de investigação de crimes) e também para acionar viaturas e prepostos para chegar aos locais onde estão acontecendo algum delito ou infração”, explicou o secretário de Prevenção a Violência. A captura de imagens pode ficar armazenada por até 30 dias, além dos recortes feitos no momento do acontecimento.

O trabalho é realizado por equipes da Polícia Militar, Guarda Municipal e agentes de trânsito. “Nós começamos a investigação aqui e comunicamos aos demais órgãos. É uma central de inteligência que vai beneficiar a todos”, finalizou Mauro Moraes.

Nenhum comentário: