terça-feira, 3 de julho de 2012

Van que matou 10 pessoas em acidente na 324 estava com documentação vencida

A van de placa NTT-6015, que se chocou na manhã de terça-feira (3) com uma carreta, no km 592 da BR-324, causando a morte de dez pessoas, estava com a vistoria vencida na Agência Estadual de Regulação de Serviços Públicos de Energia, Transportes e Comunicações da Bahia (Agerba).

Na manhã desta terça-feira (03), por volta das 05h50, uma van se envolveu em um acidente na BR-324, nas proximidades do município de Candeias, vitimando 10 pessoas. Nove pessoas que viajavam na van morreram na hora, segundo informações da Polícia Rodoviária Federal (PRF). A 10ª vítima morreu após dar entrada no Hospital Geral do Estado (HGE).

Outras quatro pessoas foram internadas na unidade de saúde - uma recebeu alta no final da manhã e outros três permaneciam internados.

A van bateu na lateral da carreta com placa de Itaúna (MG) no km-591, no trecho do posto de combustível Laçador. O motorista da carreta saiu ileso do acidente.

"Eu vinha na pista, na velocidade certa, quando ele chegou correndo demais. Eu só vi o impacto. Não sei o que aconteceu", diz o condutor Valdeci Luís da Cunha, que saiu do Recife (PE), com o veículo carregado de ferro, em direção ao município baiano de Simões Filho.

Agerba

Segundo o diretor executivo da Agerba, Eduardo Pessoa, o proprietário do veículo solicitou vistoria junto à Agerba em setembro de 2011, mas a realização do procedimento foi negada porque a van não possuía requisitos para circular.

"Nós só fazemos vistoria naqueles veículos cadastrados e autorizados, o que não era o caso dessa van. Eles precisavam apresentar um contrato de fretamento que comprovasse ligação de serviço de transporte para uma empresa ou uma prefeitura, mas eles não possuíam", afirma.


O diretor acrescenta que veículos da Cootransul, que circula na região de Santo Amaro e na localidade de Bom Jesus dos Pobres, cooperativa a que pertence a van, já foram apreendidos e autuados por realizar transporte de passageiros clandestinamente.

Por meio da assessoria, a Polícia Rodoviária Federal informou que as causas do acidente ainda serão investigadas, mas informações colhidas até o momento apontam falha na condução da van, que bateu na lateral da carreta. Os dez mortos eram passageiros do transporte coletivo.

FONTE: Com informações do G1

Nenhum comentário: