quarta-feira, 18 de julho de 2012

Quadrilha acusada de roubar mais de 30 carros

Um esquema de adulteração de veículos roubados (sinais de identificação no chassi, motor e vidros eram alterados para posterior revenda) foi descoberto no município de Camaçari por policiais civis, ao flagraram dois ladrões de automóveis remarcando numerações de um Fiat Uno e de um Fiat Strada.

Presos dentro de um imóvel, no bairro Parque Verde, Joanito dos Santos Bastos, 39 anos, e Deivison de Melo Viana, 18, integram uma quadrilha suspeita de roubar mais de 30 veículos em Salvador. Na casa ocupada por eles, situada na rua Antônio Martins Félix, a equipe da 18ª Delegacia Territorial (Camaçari), sob o comando da delegada Maria Tereza Santos Silva, apreendeu, além dos dois veículos, ferramentas utilizadas na adulteração, como lixas e esmerilho.

Autuados em flagrante por crime de receptação, Joanito e Deivison foram interrogados no Departamento de Crimes Contra o Patrimônio (DCCP), em Salvador, na segunda-feira (16), e retornaram para a carceragem da 18ª DT, onde permanecem à disposição da Justiça.

Livros

Dentro do Fiat Uno, com placa falsa NZS-3330, e do FIAT Strada, também com placa falsa NTJ-7945, os policiais encontraram três livros de Direito e um quarto com conteúdo dirigido a concursos públicos. Para o diretor do DCCP, delegado Cleandro Pimenta, essas publicações, todas trazendo nomes dos proprietários nas primeiras páginas, sugere que a quadrilha vinha atuando em regiões próximas a faculdades e universidades.

Através de contato telefônico com o dono de um dos livros de Direito, de prenome Danilo, a equipe do DCCP soube que ele tivera o veículo tomado de assalto no dia 29 de junho deste ano, por volta de 22 horas, quando chegava em casa, no bairro do Imbuí, ao retornar da faculdade. Nos outros três livros constam os nomes de Leonardo Barbosa Cardoso, Marina Abud e Daiana Santos Santana, que podem entrar em contato com o DCCP, pelo telefone (71) 3116-6548, e informar se também foram vítimas dos assaltantes.

Cleandro Pimenta afirma que as três vítimas já reconheceram Joanito e Deivison como autores dos roubos de seus automóveis. Autuados pelo delito de receptação na Delegacia de Camaçari, serão também indiciados em três inquéritos por prática de roubo. Joanito já tem passagens pela Delegacia de Repressão a Furtos e Roubos de Veículos (DRFRV), por extorsão e receptação. A polícia busca identificar e capturar outros dois integrantes do bando.

Fonte; SSP-BA

Nenhum comentário: