quarta-feira, 20 de junho de 2012

Professor que teve corpo queimado morre no hospital

O professor Mauro José Pereira Pires, 43 anos que morava na rua Olhos Castanhos , bairro da Gabriela, em Feira de Santana morreu no inicio desta semana na unidade hospitalar para tratamento de queimados, no município de Santo Antonio de Jesus .

De acordo com a ocorrência policial, a vítima teve cerca de 80% do corpo queimado após algumas pessoas jogarem álcool, em seguida atearam fogo contra Mauro.

Um dos parentes, Antonio Fernando disse a reportagem na manhã desta quarta-feira (20), que José era homossexual e suspeita de um ato de discriminação sexual contra José.

Daiana uma das sobrinhas da vítima, disse ao repórter que o tio fazia uso de crack. Segundo ela, uma das pessoas que passavam pelo o local, chegou ajudar a apagar as chamas com um extintor e Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) faz a remoção para o Hospital Geral Clériston Andrade (HGCA).

O fato aconteceu na avenida Maria Quitéria, próximo de uma concessionária de venda de veículos no dia (28) do mês passado. Devido às complicações com o quadro de saúde, o homem faleceu.

O corpo foi removido para o Departamento de Polícia Técnica (DPT) de Feira de Santana para fazer a necropsia.

As informações são Denivaldo Costa do programa Ronda Policial



4 comentários:

Anônimo disse...

RAPAZ COMO É QUE ATEIAM FOGO NUMA PESSOA E A TV NAO MOSTRA!!!
PRECISAMOS DETER ESSES ANIMAIS !!!!
VAMOS AJUDAR PESSOAL >>
ASSIM COMO FOI UM HOMOSEXUAL PODERIA TER SIDO UM PAI DE FAMILIA>>> NAO DEIXANDO DE SER UM SER HUMANO!!!
SERÁ QUE NAO ENCONTRARAM NENHUMA IMAGEM NAS LOJAS DA MARIA QUITÉRIA...

Anônimo disse...

quem foram esses mostros que fizeram unha maldade dessa o cara catava papel trabalhador vamos envestigar policia e prender esses vagabundos ele estudou comigo

Anônimo disse...

Deus te coloque em bom luga Mauro quanta maldade meu Deus,esse menino era um menino bom estudamos juntos não fazia mal a ninguem a mãe dele tinha um maior cuidado com ele como humilde ele tinha tudo quando mãe era viva depois da morte dela ele começou a viver dessa maneira JUSTIÇA policia envestiguem esse crime nada justiofica uma crueldade dessa esses mostros tem que paga.

Anônimo disse...

IFELISMENTE VIVEMOS NO PAIS DE MARAVILHAS, QUEM MANDA SAÕ QUEM TEM DINHEIRO SE ELE TIVESSE OS CRIMINOSOS JA TARIAM NA CADEAIA.