quarta-feira, 29 de fevereiro de 2012

Mortos em troca de tiros com policiais são identificados

Na noite de ontem (29) foram identificados as duas pessoas que morreram em troca de tiros com policiais civis e militares, em locais diferentes.
Bermuda com estamba branca é Paulinho e bermuda com estampa amarela é Alisson

Tratam-se, de Alisson do Amor Divino, 22 anos, que residia Travessa Belo Horizonte no bairro do Jardim Acácia, esse trocou tiros com policiais do pelotão Especial da 64ª Companhia Independente de Polícia Militar (CIPM). Enquanto, Paulo de Oliveira, conhecido como “Paulinho”, que residia na rua Felix, no bairro 35 BI, trocou tiros com policiais da Delegacia de Tóxico Entorpecente (DTE).

ROCINHA

No final da tarde de terça-feira, Alisson do Amro Divino morreu após trocar tiros com uma guarnição do Pelotão Especial da 64ª CIPM. Segundo informação de um policial militar, o Pelotão Especial fazia ronda normal pelo bairro Rocinha, quando recebeu informações de que um homem que estava montado em uma motocicleta Honda Bross teria cometido um assalto nas proximidades da Avenida Getúlio Vargas e fugiu para a Rocinha.

“Os policiais se deslocaram até o local e quando chegaram lá foram recebidos a tiros pelo criminoso. Imediatamente, os policiais revidaram, iniciando uma troca de tiros, na qual o acusado foi baleado e socorrido para o Hospital Geral Clériston Andrade (HGCA), onde não resistiu e morreu”, afirmou o policial, que não quis ser identificado.

Com Alisson, os policiais recuperaram duas armas de fogo usada na troca de tiros.

FEIRA VII

O delegado Alexandre Narita, titular da Delegacia de Tóxicos Entorpecentes (DTE) afirmou para reportagem que tinha informação de que em uma das ruas do Conjunto Feira VII estava acontecendo tráfico de drogas constantemente. “Iniciamos uma investigação, onde levantamos todo o local e no final da tarde de ontem, durante a Operação Visão Noturna, nos deslocamos até o local e quando avistamos o acusado Paulinho, tentamos fazer uma abordagem, mas, o mesmo reagiu deflagrando tiros contra nossa equipe, onde revidamos e na troca de tiros, ele foi baleado, ainda conseguimos socorrer para o Hospital, mas, ele não resistiu e morreu”.

Com Paulinho os investigadores recuperaram uma arma usada na troca de tiros e um saco contendo drogas. Os dois corpos foram encaminhados para o Departamento de Polícia Técnica (DPT), para fazerem as necropsias.

12 comentários:

Anônimo disse...

Parecem dois anjinhos dormindo lado a lado. kkkk

Anônimo disse...

interessante: morreram em locais separados e acabaram juntos ladop a lado, quanta coincidência...

Anônimo disse...

que nojo.. nojo.

Anônimo disse...

duas desgraças acabaram de ir pro inferno. quero q a policia matem todos esses desgraçados .vcs bandidos tem q morrer monstros quando fazem uma vitima ñ tem pena cambada de diabos vão comer raiz no inferno

Anônimo disse...

esse alisson era bicho solto tocava terror.

Anônimo disse...

Esse Alisson vulgo (Ali),foi ele que matou o finado (Fom),no bairro Jd Acacia...Vai vai saiiiii
Saitanássssss

Anônimo disse...

VA COM DEUS MANO ALY, SAUDADES TU DEIXASTES PARA NOS TODOS. ESSES POVO HOJE RIR E AMANHA OU DEPOIS CHORA,VÇ ESTAR SEMPRE NA NOSSA MEMORIA.ESSES POVO Q COMENTOU SOBRE VÇ N SABE Q O UNICO SATANAS Q AI SAO ELES.DESCANÇA EM PAZ

Anônimo disse...

Pobre Aly, tinha tudo p/ ser uma pessoa boa, do bem mas infelizmente seguiu o caminho errado. É como diz uma certa música "ele se espelha em quem tá mais perto". Apesar dos pesares era um ser humano, quem somos nós condena-lo ao inferno, só Deus pode julgar.

Anônimo disse...

ali quando vc naceu todos ria e so vc chorava hoje todos chora e so vc ri por que esta indo para os bracos de jesus foi muito bom os momento que pude copartilha com vc que vai ficar macado para sempre

Anônimo disse...

ali cuando vc naceu todos ria e so vc chorava hoje todos chora mais so vc ri por que esta indo para os bracos de jesus saudade amigo

Anônimo disse...

Com certeza não devemos julgar mais Deus sabe o q faz, qndo ele saia com uma arma na cintura não tinha dó de ninguém tocava terror na cidade... Quem faz aki paga aki msm.

Anônimo disse...

esse que te defende é igual esses vagabundo vai atraz deles.