quarta-feira, 25 de janeiro de 2012

Barbosa discute ações de prevenção

O secretário da Segurança Pública, Maurício Barbosa, destacou o trabalho das polícias civil e militar nas ações para redução de assaltos a bancos, principalmente no interior do estado, durante reunião com representantes de sindicatos e associações de bancários, realizada hoje (24). “Em 2011, retiramos 188 bandidos de circulação, especializados em assalto a banco, totalizando 31 quadrilhas desarticuladas”, informou o secretário, que apontou o aumento de ataques contra instituições financeiras no início do mês de janeiro como uma situação atípica.

Barbosa falou das operações que estão sendo executadas para reprimir a onda de assaltos. Ressaltou a criação do Grupo Avançado de Repressão a Crimes Contra Instituições Financeiras da Polícia Civil e o aumento do número de postos de observação da Polícia Militar instalados no interior do Estado.

Para o presidente da Federação dos Bancários da Bahia e Sergipe, Emanoel Souza de Jesus, presente ao evento, é importante o compartilhamento das dificuldades encontradas, tanto pelos trabalhadores e da segurança privada dos bancos, quanto pela SSP. “Nós queremos participar mais ativamente na prevenção dos crimes contras as nossas instituições e por isso estamos nos reunindo hoje”, comentou.

Em um rápido balanço de ações apresentado para os bancários, o secretário destacou a redução de 12,1% nas ocorrências contra instituições financeiras numa comparação entre 2010 e 2011. Foram 207 registros em 2010 contra 182 em 2011. A polícia também constatou o aumento da utilização de explosivos em ações contra terminais de autoatendimento e cofres. Esse número aumentou de 8 em 2010 para 41 em 2011.

Com base nesses números, a SSP tem intensificado as ações de busca e apreensão de explosivos ilegais, fechando o cerco das quadrilhas que utilizam este tipo de material. Na última sexta-feira, por exemplo, a polícia apreendeu 300 quilos de dinamite, 274 metros pavio, 30 metros de cordão detonante e 4.200 espoletas, escondidos em várias cidades do interior baiano. Na operação, identificada como “Poseidon”, foram presas 11 pessoas.

Confira abaixo outros números referentes as ações de combate a assalto a banco:








Um comentário:

imprensa de feira disse...

Conversar fiada secretário Mauricio Barbosa a sociedade baiana espera uma resposta a altura da ousadia dos marginais não conversa mole e mostrado estatísticas maquiadas feitas pela policia, o interior da Bahia as forças de segurança estão abandonadas pelo descaso das autoridades responsáveis, por falta de estruturas dignas de trabalhos aos policiais, que ficam muitas das vezes a mercê de prefeitos para colocarem combustíveis nas velhaturas digo viaturas totalmente em estado de decreptação,exemplo próximo os municípios de tanquinho ,santa Barbara dentre outros, sem fala nas delegacias de policia que parece mais chiqueiro e sem efetivo, a titulo de informação a DRFR,1º,2º,3º DT, de Feira de Santana não tem viaturas despadronizadas para as investigação, agora me diga como é que si faz investigação em viaturas padronizadas, agora vem o secretario com conversa mole querendo tampa o sol com a peneira, poupe-me.Ação secretario tira sua bunda gorda da cadeira e vamos a luta.