quinta-feira, 21 de janeiro de 2016

Acusado de matar mototaxista durante assalto em São Gonçalo é preso em Candeias

O delegado Eugênio Rocha, titular da Delegacia Territorial de São Gonçalo, mais o investigador Weliton, chefe do (SI) Serviço de Investigação, ouviram na manhã desta quarta-feira (20), na Delegacia Territorial do município de Candeias, Região Metropolitana de Salvador, Lucas Gonçalves Rodrigues, 21 anos, acusado do latrocínio (roubo seguido de morte) que vitimou Carlos Robério (mototaxista), crime ocorrido no fim da tarde do dia 9 de novembro de 2015, no bairro do Boqueirão em São Gonçalo dos Campos. 
 
Lucas foi preso em Candeias
De acordo com a polícia, Lucas Gonçalves foi preso no dia 15 de dezembro de 2015, em Candeias, por porte ilegal de arma de fogo. O acusado confessou ter tentado tomar de assalto a moto da vítima, e, como ele reagiu tentando fugir, deflagrou dois tiros atingindo as costas do motoboy. Após o crime, fugiu pegando uma Van até o povoado do Magalhães e, na entrada do Xavante, pegou um motoboy até o “berço” do Rio Jacuipe. Lucas passou a noite escondido no mato, e pela manhã, pegou uma canoa e fez a travessia até uma ponte do mesmo rio em Feira de Santana, pegou um transporte e foi para Candeias. 


Robério foi morto covardemente
Ainda de acordo com a polícia, os familiares de Lucas são de São Gonçalo dos Campos, da região do Xavante, porém o acusado reside em Candeias. Ele já foi preso por tráfico de drogas e um homicídio em 2012. A arma com ele encontrada, um revólver cal. 38, com numeração raspada, é a mesma que utilizou para praticar o crime contra o motoboy.

A polícia de São Gonçalo descobriu a identidade de Lucas após realizar investigações na época do crime. Após o reconhecimento e confissão do acusado nesta manhã, a polícia civil de São Gonçalo concluirá os autos do inquérito com a representação de sua prisão preventiva, encaminhará a Justiça e, após apreciação e aprovação do Mistério Público e Poder Judiciário, o delegado e equipe retornarão a Candeias para cumprimento do mandado.

Fonte: São Gonçalo Agora/Sandro Araújo

Nenhum comentário: