quinta-feira, 29 de outubro de 2015

“Eu iria esquartejá-la e jogar as partes no riacho”, diz Taís durante depoimento

No final da manhã desta quinta-feira (29), Taís Fortunata dos Santos, 19 anos, recebeu alta médica do Hospital Geral Cleriston Andrade (HGCA) e foi conduzida para Delegacia de Homicídio e Proteção a Pessoa (DHPP), onde foi ouvida e autuada em flagrante por homicídio qualificado. Ela é acusada de matar a jovem Taiuri Silva de Araujo, 20 anos, com mais de 50 facadas na manhã de quarta-feira (28), no interior da residência, onde moravam, localizada na Avenida de Canal no bairro Rua Nova.
Fotos Gleidson Santos

O delegado Carlos Lins, responsável pelas investigações, afirmou para reportagem que a acusada confessou o crime e disse que o motivo principal foi por causa de um Mega Hair. Ela disse que, Taiuri morava na casa dela junto com o namorado e teria roubado o Mega Hair.
“Ela roubou o meu Mega Hair e juntamente com o namorado dela, estavam armando para me matar, ai eu esperei ele (namorado de Taiuri) sair e peguei as facas e comecei a desferi os golpes nela. A minha intenção era esquartejá-la e jogar as partes do corpo no riacho perto de casa, mas não consegui”, contou Taís durante seu depoimento.

Carlos Lins confirmou também que durante o depoimento da acusada, a mesma demonstrou frieza e deixar transparecer que não sentiu um pouco de arrependimento. “Ela contou ainda que, depois que desferiu as mais de 50 facadas por todo o corpo da vitima e ao perceber que a mesma estava morta. Saiu foi a rua e quando voltou, percebeu que estava começando a ficar o corpo com mau cheiro e resolveu esquartejá-la”.

“Ela disse que não conseguiu esquartejá-la, mas chegou a cortar uma das pernas e com isso resolveu colocar o corpo dentro da cama Box, chamou dois rapazes para ajudá-la a pegar a cama Box e colocar em cima da carroça. Porem, os dois rapazes não sabiam e quando perceberam, que se tratava de um corpo dentro da cama, passou a lhe agredir, juntamente com mais pessoas”, explicou Lins.

Para a reportagem, Taís falou apenas, que não tinha raiva dela, mas matou, porque roubou o Mega e junto com o namorado, queria armar pra matá-la. Ela foi autuada em flagrante por homicídio qualificado e ocultação de cadáver. Ela também tem entrada na delegacia por tentar matar o companheiro a cacetada. Após ser ouvida na delegacia, Taís foi encaminhada para o Conjunto Penal de Feira de Santana.

O Crime Bárbaro

Uma mulher identifica como Tais Fortunado dos Santos, 20 anos foi espancada por populares na tarde desta quarta-feira (28), por volta das 15 horas, quando tentava transportar o corpo da jovem Taiuri Silva de Araujo, 20 anos, em cima de uma carroça na Avenida de Canal no bairro Rua Nova, nas proximidades dos fundos do Centro de Abastecimento.


Segundo informações de moradores da localidade conhecida como Beira Riacho, Tais teria assassinado a companheira Taiuri com dezenas de golpes de faca, no interior da residência onde moravam juntos. Moradores contaram também, que o crime foi por volta das 9 horas da manhã e a acusada (Tais) teve ajuda de dois rapazes.

Nenhum comentário: