quarta-feira, 19 de novembro de 2014

Familiares e amigos do comerciante Fernando pedem justiça pela sua morte

Familiares e amigos de Fernando Silva Purificação, assassinado no ano de 2012, em Feira de Santana, faz um processo silencioso marcando os quase três anos sem a condenação do principal suspeito pela sua morte. O desespero e a dúvida levaram a família do comerciante a estamparem outdoors com a foto de Fernando, acompanhada de uma declaração e um apelo destinado ao poder público.

No mês passado, o suspeito de ser o mandante do crime foi ouvido em audiência no Fórum de Feira de Santana, oportunidade que os familiares tiveram para realizar uma manifestação em frente ao órgão pedido a solução do caso.

O comerciante foi morto com dois tiros na cabeça no dia 5 de março de 2012, no Conjunto Feira IV, próximo ao Condomínio Vila Olímpia, dentro do veículo que conduzia. No dia do crime, Fernando que morava no município de Pé de Serra, veio à Feira de Santana comprar mercadorias para sua panificadora e acabou sendo morto por dois homens em estavam em uma motocicleta.

Inveja teria motivado a morte

Segundo a cunhada dele, Norma Machado da Purificação, o crime foi motivado por inveja. O acusado, conhecido em Pé de Serra apenas como Adailton, cobiçava o sucesso nos negócios de Fernando
.
Em entrevista na última manifestação, Norma explicou que o apontado havia chegado em Pé de Serra meses antes do crime e abriu um comércio próximo ao de Fernando. Entretanto, o negócio não teve sucesso e ele passou a ter inveja da panificadora bem sucedida de Fernando e passou a espalhar boatos na cidade sobre a honra da vítima.

Dias antes do crime, Fernando havia sofrido uma tentativa de morte, mas conseguiu fugir. A família acredita que o mandante foi o autor dos tiros e, como não teve êxito, contratou outras pessoas para executar o crime.

Investigação


Meses após a morte um suspeito de atirar em Fernando foi preso pela Polícia. E Adailton, apontado como mandante, prestou depoimento em juízo no inicio do mês de outubro, mas não foi preso.

Nenhum comentário: