quinta-feira, 27 de novembro de 2014

Corpo do jovem degolado ainda não foi encontrado


O corpo do jovem, Marcelo Roberto Pinho, identificado por familiares, que foi degolado na madrugada do último sábado (22), onde  a cabeça foi encontrada num saco plástico, no Vila Verde, Conjunto Feira X, até o fechamento desta edição não foi encontrado. Na manhã de sábado, familiares da vitima, contaram que receberam um telefonema com numero restrito, informando que a cabeça estava no Vila Verde, o tronco e as pernas em Coração de Maria e os braços em uma localidade de Feira de Santana. Mas até o fechamento desta edição, as outras partes do corpo do jovem não foi encontrado.  

O FATO

Moradores da localidade conhecida como Vila Verde, no Conjunto Feira X encontraram a cabeça de um jovem dentro de um saco plástico, na frente de uma residência, na Rua C17, do Vila Verde, no inicio da manhã de sábado (23), por volta das 8 horas. A vitima foi identificada por familiares como Marcelo Roberto Pinho, que residia na rua Augusto dos Anjos na Rua Nova.

Policiais da Guarnição Giro, da 67ª Companhia Independente de Polícia Militar (CIPM), foram acionados e deslocaram até o local. Segundo informações do sargento PM Joselito, a esposa de Marcelo contou à polícia que ele saiu por volta das 11h da manhã de sábado para o trabalho, em uma borracharia no bairro Rua Nova, quando foi sequestrado por quatro homens que estavam a bordos de um veiculo Gol de cor preta, Geração 5, de placa NXO-7987. O carro não foi encontrado.

O sargento contou ainda que, a esposa da vítima recebeu um telefonema com número restrito por volta das 9h deste domingo avisando sobre o esquartejamento. Na ligação um desconhecido informou o local onde a cabeça estava (Vila Verde) e que o tronco e as pernas estão na cidade de Coração de Maria. Ele também informou que os braços estão em Feira de Santana, mas não descreveu o local.

Policiais plantonistas da Delegacia de Homicídio e Proteção a Pessoa (DHPP), juntamente com peritos do Departamento de Polícia Técnica (DPT) compareceram ao local onde a cabeça foi encontrada e realizaram o levantamento dos restos mortais e encaminharam para o DPT. Onde aguardará as outras partes do corpo a serem encontradas para fazer a pericia e descobrir se realmente era o jovem identificado como Marcelo.
Tráfico de Drogas

Um policial militar que estava no local do crime, informou para reportagem do Polícia é Viola, que provavelmente esse crime tem envolvimento com o tráfico de drogas, devido o modo operante da morte. “A região de onde a cabeça foi encontrada, reside familiares de um traficante que comando o tráfico de drogas da localidade do Vila Verde. Então, a vitima residia e trabalhava no bairro Rua Nova, do outro lado da cidade. Da o que entender, que uma facção criminosa está confrontando a outra”, finalizou um policial que não quis ser identificado.


Nenhum comentário: