quarta-feira, 8 de janeiro de 2014

Acusado de matar universitária estrangulada é preso



Com mandado de prisão preventiva em aberto pelo homicídio da universitária Larissa Farias Gonçalves, 19 anos, o pintor de paredes Luciano Pimentel da Silva, 30, foi preso na tarde desta terça-feira (7), ao se apresentar no Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP). Estudante do curso de administração da faculdade Unijorge, Larissa foi estrangulada na madrugada de 18 de dezembro, no prédio onde morava com uma amiga, em Pernambués.

De acordo com a titular em exercício da 2ª Delegacia de Homicídios (DH/Central), delegada Jamila Carvalho Santos Cidade, o criminoso era vizinho de porta da vítima há quatro meses e, na noite em que cometeu o crime, estava sob efeito de álcool e drogas. No depoimento, Luciano informou que não tinha muito contato com Larissa e que não saberia precisar a motivação do assassinato.


Como habitualmente fazia, na noite em que foi assassinada, Larissa estava na escadaria do prédio, quando foi agarrada pelo pescoço por Luciano e levada a força para o apartamento dele. Ele tentou esfaquear a vítima, que conseguiu se livrar dos golpes, mas foi estrangulada com uma faixa de tecido. Depois de matar Larissa, o criminoso colocou o corpo dela na escada.

Logo após cometer o crime, Luciano saiu de casa e foi passar a noite na rodoviária. Ele pensava em fugir para o interior do estado, mas foi para uma casa alugada, não informada à delegada, e no dia 29 de dezembro se dirigiu à casa de sua mãe, no bairro de Sussuarana, onde foi localizado pela polícia. Luciano já foi encaminhado ao Sistema Prisional.

Nenhum comentário: