sexta-feira, 1 de março de 2013

Quadrilha é presa com cinco quilos de drogas



Seis traficantes de Lauro de Freitas foram presos, na tarde de quarta-feira (27), por investigadores da 34ª Delegacia Territorial (DT/Portão), com quatro quilos de cocaína e mais de um quilo e meio de maconha, avaliados em mais de R$ 500 mil. Marcos Bastos dos Santos, o “Barriado”, de 26 anos, Daniela Almeida de Souza, 18, Bruno Carvalho Régis, 25, Tiago Carvalho Régis, 24, Ricardo Conceição dos Santos, 22, e Vanildo Silva de Lima, 20, integram a quadrilha de Ricardo Mouzart, apontado com um dos líderes do tráfico de drogas naquele município. Ele é procurado pela polícia.

Com o bando, a polícia apreendeu também mais de sete quilos de ácido bórico, quantidades diferentes de outros produtos químicos, material para embalar drogas, duas pistolas, sendo uma ponto 40 e outra ponto 380, um revólver calibre 38 e um veículo Golf, de cor prata, placa JPK - 2308. Apresentados à imprensa, na tarde desta quinta-feira (28), pelo delegado Cláudio Meireles, titular da 34ª DT/Portão, os criminosos afirmaram que todo o material apreendido pertencia ao traficante Mouzart.

FLAGRANTE
O grupo foi localizado a partir da prisão de “Barriado”, que chamou a atenção dos investigadores da 34ª DT, que, a bordo de uma viatura, cruzaram pelo Golf prata, com vidros escuros, dirigido por ele, nas imediações do km 5,5 da Estrada do Coco, próximo ao Hospital Menandro de Farias. Ao notar a aproximação dos investigadores, o traficante acelerou o veículo e fugiu, dando início a uma perseguição. Ele foi interceptado no centro de Lauro de Freitas. 
             
No interior do Golf, os investigadores encontraram uma pistola ponto 40 e um revólver calibre 38. Ao levantar a ficha criminal de “Barriado”, os policiais descobriram que ele tinha um mandado de prisão preventiva em aberto por homicídio praticado na área da 23ª DT/Lauro de Freitas. O traficante revelou aos investigadores que guardava drogas em sua residência, no centro de Lauro de Freitas. Três sacos plásticos contendo 100 gramas de cocaína foram encontrados enterrados no terreno da casa.
             
Aos policiais, Barriado disse trabalhar para o traficante Ricardo Mouzart, que, segundo ele, estaria escondido em um sítio, no bairro Quingona, também em Lauro de Freitas. Os investigadores foram até o local, mas não encontraram Ricardo. Em compensação, apreenderam três quilos de cocaína, um quilo de maconha, além de produtos químicos, balança de precisão, uma prensa e farto material para embalar drogas. No imóvel, ainda foram encontradas a pistola ponto 380, muita munição e até uma algema, tudo acondicionado em sacos plásticos enterrados na área do sítio. 
             
Na delegacia, “Barriado” indicou ainda um segundo endereço, no Loteamento Jaraguá, em Itinga, que seria a residência de Mouzart. Mais uma vez, ele não foi localizado, mas os policiais, desconfiando da postura de quatro homens e uma mulher que estavam no imóvel ao lado, foram até o local e flagraram Bruno, Ricardo, Vanildo,Tiago e Daniela com um quilo de cocaína e mais de meio quilo de maconha. A droga estava numa caixa de papelão, escondida num dos quartos da casa.
             
Assim como “Barriado”, os traficantes também confirmaram trabalhar para Mouzart. Bruno, Ricardo, Vanildo, Tiago e Daniela foram autuados em flagrante, pelo delegado Cláudio Meireles, por tráfico e associação para o tráfico. Além desses crimes, Marcos também vai responder por porte ilegal de arma de fogo. Com exceção de Daniela, encaminhada à Delegacia de Repressão aos Crimes Contra a Criança e o Adolescente (Dercca), todos permanecem custodiados na carceragem da 34ª DT, à disposição da Justiça. 

Nenhum comentário: