sábado, 7 de julho de 2012

Polícia prende Quadrilha responsável por 15 mortes na Boca do Rio


Três integrantes de uma quadrilha de traficantes, envolvida em 15 assassinatos na Boca do Rio, foram presos com o equivalente a R$ 7 mil em drogas, na madrugada desta sexta-feira (6), naquele bairro, por investigadores da 1ª Delegacia de Homicídios (Atlântico). Wilson dos Santos Lima, o “Wilson Bob”, e Fábio Santos Miranda, “Fabinho”, ambos com 23anos, e a namorada dele, Edvane de Souza Franco, 24, fazem parte do bando liderado por Domingos Ferreira Santos Júnior, o “Júnior Nariga”, já recolhido à Cadeia Pública.
Wilson Bob

Numa casa ocupada por Edvane, situada na rua José Bonifácio, havia 491 pedras de crack envoltas em papel alumínio, 132 gramas de cocaína e três balanças. Segundo informou a delegada Andréa Ribeiro, coordenadora da 1ª DH, enquanto os policiais abordavam Wilson Bob e Fabinho em frente ao imóvel, Edvane, grávida de sete meses, tentou se livrar da droga, apreendida e já encaminhada para perícia.

Fabinho


Na mesma rua, a equipe da DH também abordou Leandro Capistrano Paraíso, 27 anos, Ronalde Araújo dos Santos e Jaílton Francisco Gomes de Jesus, 24, apreendendo com eles seis aparelhos celulares. O trio foi liberado depois de ouvido na 1ª DH, instalada no prédio do Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), na Pituba. Três adolescentes, de 17 e 16 anos, dentre eles a namorada de Wilson Bob, que também estavam nas imediações do ponto de tráfico, foram entregues aos responsáveis legais.
Edvane de Souza Franco

Autuados em flagrante por tráfico de drogas e associação para o tráfico, Fabinho e Wilson Bob ficarão custodiados à disposição da Justiça na Delegacia de Repressão a Furtos e Roubos (DRFR), no Complexo Policial da Baixa do Fiscal. Autuada pelos mesmos crimes, Edvane – já com passagem pela polícia, por tráfico – ficará na carceragem da Dercca, em Brotas.

Além de retirarem de circulação comparsas do traficante e homicida Júnior Nariga, os investigadores da 1ª DH estiveram na Boca do Rio para intimar, na rua Félix Guimarães, familiares e testemunhas do homicídio do travesti Mílton Augusto dos Santos, conhecido como “Samira”, morto a tiros no dia 17 de novembro do ano passado, naquele bairro.

A delegada Andréa Ribeiro apurou que Júnior Nariga responde a três inquéritos policiais, um deles por homicídio e dois por tentativa de homicídio, crimes praticados na localidade conhecida como Georgina, na Boca do Rio. Em outubro do ano passado, ele assassinou a ex-companheira Edileuza Silva dos Santos, por não aceitar o fim do relacionamento e o envolvimento dela com outro homem.

Júnior Nariga também é suspeito do assassinato de Lucas Santos da Silva, em 15 de fevereiro deste ano, num episódio que deixou duas pessoas feridas. Os policiais investigam a participação de Wilson Bob e de dois traficantes identificados como Wellington e Samuel neste crime.

Informações e fotos da SSP

Nenhum comentário: