sábado, 7 de julho de 2012

Homem flagrado com meio quilo de cocaína em São Sebastião

Meio quilo de cocaína pura e meio quilo de maconha prensada foram apreendidos, na manhã desta sexta-feira (6), em poder de Walker de Freitas Alves, 23 anos, que também escondia em casa, na cidade de São Sebastião do Passé, 80 gramas de crack, um revólver calibre 38, municiado, e mais 30 munições calibre 9mm. Investigadores da 37ª Delegacia Territorial chegaram até Walker depois da prisão do motoboy Luciano Nogueira, o “Kojack”, 37, que fazia a entrega das drogas e cobrava dívidas para o traficante.

Procedente do subúrbio ferroviário de Salvador, Walker se estabeleceu em São Sebastião do Passé há três meses e ali vinha tentando expandir os negócios do traficante Cristiano Amorim Ferreira, conhecido pelos apelidos de “Créu” ou “Danado”, seu comparsa na capital.

Segundo a delegada Ana Lúcia Almeida, titular da 37ª DT, Kojack foi surpreendido quando se preparava para entregar a droga a um usuário. Inicialmente assumiu a propriedade da encomenda, mas, ao ser interrogado, confessou trabalhar para Walker. Ambos foram autuados por tráfico de drogas. Walker ainda vai responder por posse ilegal de arma e de munição.

Avenida Hilda

Durante operação realizada pela 2ª Delegacia de Homicídios (Central), na Avenida Hilda, em Pernambués, para o cumprimento de mandado de prisão, investigadores daquela unidade especializada surpreenderam Sílvio Ferreira Santos Filho, 23 anos, e Leonardo Silveira de Souza, 37, além de um adolescente de 17, com 22 “papelotes” de cocaína e R$ 54 provenientes da venda da droga.

A delegada Clelba Regina Teles, titular da DH/Central, informou que o mandado foi expedido em nome do homicida Assis Alcântara de Oliveira, não encontrado no local. Ele teria dormido na noite anterior no imóvel alugado por Leonardo – que vai responder por associação ao tráfico – na Travessa Urânia, 3.

Já Sílvio admitiu ser o dono da droga e acabou autuado em flagrante pela delegada Maria Andrade Ramos, do DHPP. O garoto foi encaminhado ao Ministério Público (MP), enquanto Sílvio, já preso anteriormente por tráfico, e Leonardo estão agora custodiados na carceragem do Complexo Policial dos Barris, à disposição da Justiça Criminal.

Pedras de crack

Investigadores da 11ª Delegacia Territorial (Tancredo Neves) prenderam, na manhã desta sexta-feira (6), os traficantes Paulo Roberto Moura dos Santos, o “Ninho”, de 29 anos, e Dílson Aniceto Dias, o “Menudo”, 42, flagrados com 500 pedras de crack, uma pistola calibre 38 e cinco munições. O material apreendido, pertencente a Ninho, estava na residência de um adolescente,situada na rua do Ramalho, na localidade conhecida como Baixa do Manu, em Pernambués. Segundo o titular da 11ª DT, delegado Guilherme Machado, o adolescente traficava para Ninho. Já na residência de Menudo, os policiais encontraram maconha e cocaína.

Os traficantes foram localizados depois que os policiais foram ao local averiguar denúncias de que naquela região havia um ponto de venda de drogas. Ninho e Menudo foram encaminhados para a 11ª DT, onde permanecem custodiados à disposição da Justiça Criminal, enquanto o adolescente, que guardava a droga e a arma, foi apreendido e, em seguida, entregue à família.

Operação Gravatá

Em mais uma operação de combate ao tráfico no Gravatá, investigadores da 1ª Delegacia Territorial (Barris) apreenderam, na tarde de quinta-feira (5), crack, maconha e R$ 1,2 mil numa casa ocupada por um traficante conhecido como Álisson, o “Uau”, que fugiu ao perceber a chegada dos policiais. Denúncias encaminhadas à 1ª DT indicaram o imóvel, situado próximo da rua da Independência, como ponto de venda de drogas.

De acordo com a delegada titular, Jamila Cidade, que coordenou a operação, a pedra bruta de crack abandonada por Uau pesava 254 gramas e renderia, depois de fracionada, aproximadamente 200 pedras pequenas da droga, a serem vendidas para usuários por R$ 5 e R$ 10. O crack e o pacote contendo 11 gramas de maconha apreendidos no imóvel serão periciados. Ferido durante a fuga, segundo informaram moradores do Gravatá e adjacências, Álisson está sendo procurado pela região, bem como em hospitais e postos de saúde, onde pode ter procurado atendimento médico. Denúncias sobre o tráfico de drogas e outros delitos naquela localidade ou em outras áreas da cidade devem ser encaminhadas à policia através do telefone 3235-0000 (Disque-denúncia). Não é necessário se identificar.

Nenhum comentário: