quinta-feira, 26 de julho de 2012

Artigos militares podem estar sendo comercializados de forma irregular em Feira de Santana

Coturno, camisa, calça, boina e outros artigos militares podem estar sendo comercializados em Feira de Santana de forma irregular. Nossa produção recebeu a informação através de denúncia feita por ouvintes do programa de Olho Na Cidade, da rádio Sociedade.

Atualmente, o comércio de Feira de Santana dispõe de cinco lojas que comercializam artigos militares. Estivemos entrevistando uma delas, onde o gerente Silvio da Paz garante que seus produtos são vendidos principalmente para os militares mediante identificação.

A loja vende artigos, não só para policias, civis e militares, mas também para agentes da guarda municipal, e alunos do Colégio da PM.

“Temos como critério vender os artigos, exclusivamente para os militares, no ato da venda exigimos a identificação do policial militar ou civil (carteira funcional)”, garantiu.

Segundo o gerente, é comum surgir clientes interessados em comprar os produtos militares sem apresentar a carteira funcional. Mas assegura que segue as normas previstas pela Polícia Militar; além disso, a loja é legalmente registrada.

Entre os artigos mais procurados pelos clientes, estão os fardamentos, e o que chamou atenção da nossa equipe, está principalmente na comercialização do tecido, onde facilmente é encontrado nas lojas do ramo.

As informações são de Patrícia Sales, do De Olho na Cidade, com foto ilustrativa.

4 comentários:

Anônimo disse...

no bairro do tomba proximo a pousada do tomba a uma loja de artigos militares q vende esse material sem exigir qualquer tipo de documentação. cuidado policiais...

Anônimo disse...

Verdade Verdadeira!
Compro sempre em lojas aqui em Fsa e nunca me pediram a carteira funcional...

Anônimo disse...

nao vai adianar proibir a venda de artigos militares a terceiros ,se alguns militares continuarens comprando e repassando para pessoas que nao sao militares

Anônimo disse...

Ja passou da hora de ter uma fiscalização seria, no tomba tem uma lojinha que comercializa artigos militares e não exigem documentação alguma.