quarta-feira, 30 de maio de 2012

Mulher é acusada de matar pai de família com tiro no peito

 Uma mulher ainda não identificada está sendo acusada de matar um pai de família covardemente na noite de ontem (29), no bairro Jussara. A vitima foi identificada como: Martiniano de Jesus Santos, 41 anos, que residia na rua cascalheira, no mesmo bairro.



A dona de casa Valdelice de Jesus e esposa da vitima, afirmou para reportagem que quem praticou o crime contra seu marido foi um casal (identidade ignorada), após uma discussão. “Eles acusaram meus filhos menores de terem roubado alguns objetos na casa deles, mas nada ficou provado na delegacia’’, afirmou a viúva.
Valdelice

Valdelice contou ainda que, “eles acusaram meus dois filhos de 11 e 12 anos, de terem entrados na casa deles e pegado pertences, mas nesse dia, policiais compareceram na minha casa, olharam tudo e não encontraram nada, ou seja, os pertences, que eles alegaram, que meus filhos teriam pegado, então nada ficaram comprovado”.

A COVARDIA

A dona de casa Valdelice afirmou ainda que na noite do crime, “o casal chegou em sua casa e começou a acusar meus filhos (11 e 12 anos), chamando de ladrões e exigiram que nos pagasse o suposto pertences, mesmo assim, eu e meu marido pedimos que eles dessem um prazo de pelo menos 30 dias, para nos pagarmos. Mas, eles não aceitaram e queriam invadir nossa casa, para pegar algo de valor”.

“Começou a discussão e o cara, deu um tapa na cara do meu marido e segurou no pescoço, enforcando ele, nesse tempo, a mulher pegou a arma da cintura do marido, eu como estou grávida de sete meses, sair correndo desesperada e meu outro filho, disse que a mulher deflagrou um tiro no peito do pai, ou seja, do meu marido”.

SOCORRO

Valdelice disse ainda que, depois do disparo o casal foi embora, “como eu tinha corrido e pulado o muro da vizinha, com medo deles me matarem, meu filho entrou correndo, contado que teria sido a mulher que atirou no pai, sai desesperada e encontrei Martiniano caído ao chão, suando frio, ensangüentado”.

Martiniano foi socorrido as presas para o Hospital Geral Cleriston Andrade (HGCA), mas não resistiu e morreu. Familiares afirmaram que o casal reside no mesmo bairro, mas não queriam entrar em mais detalhes com medo de represarias. Investigadores da Delegacia de Homicídio (DH), que tem o comando da delegada Milena Calmon, deve agir rápido e prender os acusados.

TRABALHADOR

Familiares da vitima afirmaram ainda que Martiniano era um bom pai, um ótimo marido, um excelente chefe de família. “Ele trabalhava como vigilante, cuidava de toda a família, morava de aluguel, e foi assassinado covardemente, quero ver se quando a polícia prender esses criminosos, se a justiça vai passar a mão na cabeça deles”. Contou um familiar que não quis ser identificado.

O corpo foi encaminhado nesta manhã para o Departamento de Polícia Técnica (DPT), para fazer a necropsia.

6 comentários:

Anônimo disse...

gente,por favor policia façam justiça,martins era uma pessoa incrível,que não bebe,não fuma não brigava com ninguém,e essa diaba que o matou,e ainda envolveu o marido,tem que ser presa,ele tinha 3 filhos menores pra cuidar

Anônimo disse...

justiça justiça chega de ipunidade neste país

Anônimo disse...

quem tinha q morre era ela pq ela acoitava os robos dos fihos . eles robavam sim. Martins e direito não não brigava com ninguém.e ai de quem voce fazer reclamaçoes q ela passava a mão pela cabeça dos filhos por favor policia façam justiça

Anônimo disse...

Quero ver se a policia civil de feira de santana ñ vai fazer nada pq eles so sabe fechar gravadora de cd e dvd pirata prender trb vamos ver o empenho da pc de feira de santana
passa o nome do casal e local onde eles moram pra eles terem resposta

Anônimo disse...

Os filhos deles sáo ladrões mesmo no domingo oscasal foi cobrar o roubo pq eles tinham roubado outro morador do bairro e a vitima foi na casa deles e achou os roubos todo la ele tinha q morrer mesmo.

Anônimo disse...

entao os filhos roubam e o pai q tem q ser morto,nao seja tao INDIOTA