terça-feira, 28 de fevereiro de 2012

Juíza agredida por promotor terá proteção policial 24horas

A juíza da Comarca de Caravelas, município do extremo-sul baiano, Nêmora de Lima Janssem dos Santos, de 35 anos, contará com a proteção de dois policiais militares, 24 horas por dia, a partir desta segunda-feira (27).

A magistrada, que foi espancada na última sexta (24) pelo promotor de Justiça da Vara Única Criminal de Porto Seguro, Dioneles Leones Santana Filho, formalizou, nesta segunda-feira (27), o pedido de proteção pessoal ao Tribunal de Justiça da Bahia (TJ-BA). De acordo com a assessoria do TJ-BA, a escolta será feita por agentes da Guarda Militar da Corte baiana. Ainda segundo o setor de imprensa, o presidente do Judiciário, Mário Alberto Simões Hirs, determinou que um juiz acompanhasse o caso.

O Bahia Notícias tentou entrar em contato com a magistrada, que está em Salvador e prestará depoimento ao Ministério Público da Bahia (MP-BA) ainda na tarde desta segunda, mas não obteve sucesso. A Procuradoria-Geral do MP-BA determinou que quatro promotores, sob o comando de Valmiro Macedo, investiguem o caso, que tem prazo de 90 dias para ser concluído. Já Dioneles, que não está preso e ainda não foi ouvido, não foi localizado.

O CASO

Um flagrante de desrespeito e covardia foi cometido na madrugada da última sexta-feira por quem deveria dar o exemplo para a população. Bêbado e munido de muita raiva o promotor da Vara Crime da Comarca de Porto Seguro, Dr. Dioneles Santana, bateu com murros e pontapés na juíza da Comarca de Caravelas, Nêmora Janssen, que já havia trabalhado aqui na cidade.

O fato aconteceu na madrugada de sexta-feira, por volta de 01:30 horas, dentro do camarote principal do carnaval prolongado na Arena Axé Moí, na Orla Norte de Porto Seguro. Segundo testemunhas, o Promotor já chegou agredindo a juíza com murros e ao cair, passou a chutá-la, não havendo chance de defesa para a Magistrada. Ao tentar defendê-la, o namorado da Juíza, LeonardoWishart, acabou sendo dominado pelo Promotor que também o derrubou e passou a chutá-lo.

A ira de Dioneles foi tanta, que o show de pancadaria só acabou após a chegada dos seguranças da casa noturna, que tirou o Promotor do recinto.AJuíza e o namorado foram direto para a Delegacia do Turista onde formalizou a queixa e foi encaminhada para o exame de corpo delito no Instituto Médico Legal-IMLde Porto Seguro.

Até o momento não foi esclarecido o motivo da agressão, o Delegado responsável pelo caso aguarda o Promotor para que possa ser ouvido.


Informações Bahia Notícias

3 comentários:

revoltados com esse Brasil disse...

Tava drogado foi... Que coisa!!!! Chega assim agredindo as pessoas desse jeito... Que covardia. Nao tem condições de beber se tranca numa jaula.

Anônimo disse...

Esse Promotor é BRUXO (usuário de drogas) tava cheiradão, bateu na Juíza porque não gostava dela, isso é vingança (reixa velha).
Esse bruxo enche o cu de pó e agride uma mulher indefesa.
Se essa mulher não fosse Juíza não ia dar em nada, quero dizer: daria em PIZZA!!!

Anônimo disse...

juiza manda os motoqueiros fantasmas pegar eli porque os motoqueiros fantasma pasa e ninguem ver