quarta-feira, 22 de fevereiro de 2012

Incêndio destrói lojas no calçadão

Na tarde desta terça-feira (21), um incêndio atingiu três lojas no calçadão da Sales Barbosa, centro de Feira de Santana. O fogo começou no 1º andar da Tecidos Bahia e propagou-se para as lojas ao lado: a Master Confecções e Confecções Guerra. Os proprietários dos estabelecimentos não foram localizados.

Uma brigada de incêndio foi deslocada até o local para controlar o fogo. Inicialmente, o GBM encontrou problemas com o hidrante, que segundo informações funcionou por cinco minutos.

A brigada precisou do auxílio de carros pipas para executar os trabalhos. O capitão Adriano Bertolino, do 2º Grupamento de Bombeiros Militares (GBM) disse que as causas do incêndio serão investigadas pelo Departamento de Polícia Técnica (DPT).

Segundo o bombeiro, não houve maiores danos na estrutura das lojas ao lado. “Há lojas que estão fechadas, mas não houve danos. O incêndio não se propagou e está localizado no andar de cima. A laje é de concreto, bem estrutura e não há risco de cair. Não existe a possibilidade de continuar um grande incêndio”, afirmou.

O capitão Bertolino comentou também sobre as condições de acesso ao local do incidente. “A sorte é que a loja fica na esquina, não precisou a brigada entrar pelo canteiro central com a viatura, se precisasse, não conseguiríamos entrar”, comentou. Segundo o capitão não houve explosões.

AJUDA
Dois ambulantes que comercializam no calçadão ajudaram a resgatar as mercadorias de uma das lojas incendiadas. Elane Silva disse que no momento não tinha ninguém no local. “Nós corremos para ajudar o ‘rapaz’ da esquina. Não tive medo de atingir a barraca, por que temos extintor. Nem todos agradecem”, afirmou. “Salvamos muitas roupas, tiramos tudo na cabeça”, disse Valdemir de Jesus Silva.

 
ACUSAÇÃO 
Um segurança do local, que se identificou como Edno Santana de Oliveira, acusou um homem, que estava soldando uma placa de uma das lojas, de provocar o incêndio. Segundo o profissional, o soldador há mais de uma semana estava fazendo gatos no local para realizar o trabalho. “Aconteceu um curto-circuito que passou para a loja. Estávamos alertando ele que poderia acontecer isso. Ele fugiu e deixou tudo pegando fogo. A máquina de solda o corpo de bombeiros recolheu”, disse.

No andaime em que o soldador trabalhava, existia uma placa da empresa JG Comunicação Visual, especializada em fachadas.

As informações são do Bom Dia Feira, com fotos de Carlos Produções.

Um comentário:

Anônimo disse...

Podem investigas esses canalhas safados! Essa JG fica na rua do colegio maria quiteria