domingo, 26 de fevereiro de 2012

Duas pessoas ficam feridas em queda de ponte em Riachão do Jacuípe

Uma das pontes da estrada que liga Riachão do Jacuípe a Ichu caiu durante a noite desta sexta-feira (24), vitimando ao menos três pessoas A ponte fica localizada a menos de um quilometro de distância para o Povoado de Vila Guimarães. Segundo as primeiras informações, três pessoas caíram no riacho durante a noite.

De acordo com o relato da professora Silvânia Carneiro, moradora do Povoado, caíram durante a noite o jovem Jonas Marcos Cunha Oliveira, que se deslocava pela estrada em uma moto modelo Biz. Ele vinha da comunidade de Terra Nova, na região do Povoado de Campo Alegre, para a Fazenda Lagoa, próxima a Vila Guimarães. Ele não sofreu ferimentos.

Quem também passou pelo local após a queda da ponte foi Josevando Reis Carneiro, que vinha em uma moto com a sua esposa Mirian. Eles haviam saído da Fazenda Caiçara para a Fazenda Pedra Grande, onde residem. Josevando foi levado para um hospital em Salvador com suspeita de fraturas no rosto. Ele vai precisar fazer uma cirurgia.

Contudo, segundo informações da moradora Silvia Guimarães Soares, que viu a cena de perto, há suspeita de mais gente acidentada. “As motos ficaram soterrados com a queda da ponte e só hoje estavam sendo retiradas. Também vimos uma sandália de mulher sobre a terra e pode ainda ter mais gente lá”, revelou.

O acidente -

Moradores do Povoado de Vila Guimarães suspeitam que tudo aconteceu após a passagem de um caminhão carregado com blocos na estrada.

De acordo com Silvia Guimarães Soares, dois caminhões carregados de blocos, que iam de Riachão para Ichu, passaram pelo local. “Nós ouvimos gritos de pessoas pedindo socorro. Ai todo mundo correu para ver o que era”, disse.

Moradores informaram ainda que outras pessoas pilotando moto não caíram porque foram avisadas. “Estava acontecendo uma novena na região, por isso muitas pessoas voltavam para as suas casas, assim que a ponte caiu”, explicou Silvia.

Fonte: Portal Interior da Bahia.

Um comentário:

Anônimo disse...

Duvido se não estavam todos sem capacete!