terça-feira, 1 de novembro de 2011

Traficante tentou matar mulher grávida

O traficante Eduardo Alves dos Santos, o “Miserê” ou “Ravengar”, 22 anos, preso no fim de semana, no município de São Félix do Coribe, durante operação policial no bairro Bela Vista, vinha sendo investigado há quatro meses por tráfico de drogas, corrupção de menor e tentativa de homicídio contra sua companheira, Ariane Oliveira Granja, grávida de oito meses.

Eduardo é o oitavo traficante preso recentemente na região, em ações conjuntas realizadas por policiais civis da Delegacia Territorial de São Félix do Coribe e militares da 30ª Companhia Independente da Polícia Militar (Santa Maria da Vitória). Foram apreendidos com Miserê papelotes de cocaína embalados para venda, dois celulares, uma chave de algema com trava de segurança e R$ 23.

Na quinta-feira passada (27), um adolescente de 16 anos, aliciado por ele para a venda de drogas, foi apreendido, por uma guarnição da 30ª CIPM, com nove pedras de crack e R$ 40, e informou à polícia a procedência da droga. Miserê está à disposição da Justiça, custodiado na Delegacia Territorial de Santa Maria da Vitória.

Com revólver
Apontado como um dos líderes do tráfico de drogas em Pojuca, um adolescente de 17 anos, também envolvido em homicídios, foi apreendido no domingo (30), durante blitz da 32ª Companhia Independente da Polícia Militar. Dentro da sua mochila havia um revólver calibre 38, encaminhado pela guarnição da PM à Delegacia Territorial local.

Na casa do adolescente infrator, no bairro Nova Pojuca, foram encontradas 10 cápsulas de munição e 50 trouxinhas de maconha prontas para venda. Segundo o delegado Geovani Paranhos, titular da DT de Pojuca, no mês passado, por conta de uma dívida com drogas, ele e outros cinco adolescentes assassinaram um homem e balearam três pessoas, dentre elas uma criança de nove anos.

A polícia apurou ainda que o adolescente apreendido tentou matar a ex-namorada, uma adolescente de 15 anos, no início de outubro, por desconfiar que ela era ligada a traficantes rivais. O delegado Geovani lavrou o auto de apreensão em flagrante e o apresentará ao Ministério Público.

Informações SSP/BA

2 comentários:

ledoux disse...

passo la no morro e ñ me canso de cantar passo la no morro em penso logo em ravengar..!!

sine calmom e banda morrão fumegante.

Anônimo disse...

vagabundo tem que morrer esse safado se chama paulo o famoso paulinho do bairro alegria facssaõ safado