quarta-feira, 9 de novembro de 2011

Jovens são detidos, ouvidos, liberados, raptados e mortos

Essa foi a trajetória, nas últimas 24 horas de vida, dos dois jovens, identificados como: Atanaelson da Silva Boa Ventura, conhecido como “Cipó”, 23 anos, que residia no município de Conceição da Feira e Adelson Gomes Ribeiro, o “Mickey”, 25 anos, que residia no município de São Gonçalo dos Campos. Eles foram encontrados mortos, na manhã de ontem (9), na localidade conhecida como Ilha, no município de São Gonçalo dos Campos.
Edilson Produções

Os corpos dos dois jovens apresentavam perfurações de arma de fogo, que provavelmente, tiros de pistola, que acertaram em diversas partes do corpo, principalmente na cabeça. Moradores da localidade afirmaram para polícia, que ouviram os estampidos dos tiros, por volta de 19h.

Segundo testemunha que não quis ser identificada, afirmou que os dois jovens foram detidos, na manhã de terça-feira, após ser perseguido por uma guarnição da Polícia Militar, quando os mesmos eram suspeitos de tráfico de drogas. Os policiais conduziram para delegacia, onde Cipó e Mickey foram ouvidos e liberados na tarde do mesmo dia, algumas horas depois, os dois jovens foram raptados, por homens que estavam abordos de veículos e motocicletas, quando se encontravam na casa de Cipó.

INVESTIGAÇÃO

No inicio da manhã, o Serviço de Investigação da Polícia Civil, de São Gonçalo dos Campos, sob o comando do delegado Jean Souza, iniciaram-se as investigações, onde compareceram no local do crime, ouviram várias pessoas e ainda na manhã de ontem, os policiais ouviram os pais das vitima. Mas os mesmos alegaram para polícia, que não sabiam de nada.

SUSPEITA

Um familiar de uma das vitima, que não quis ser identificado, com medo de represarias dos traficantes de drogas, que atuam no município, afirmou que “Cipó e Mickey” eram envolvidos com Tráfico de Drogas, Assaltos e Homicídios. “O que aconteceu foi o seguinte, os dois estavam em uma motocicleta, na manhã de terça-feira (8), em São Gonçalo, sendo que, os mesmos carregavam um pacote, que provavelmente era droga e quando viram a presença da polícia, dispensou o pacote, foram presos, mais os policiais não acharam o pacote, então, o que deve ter acontecido, alguém achou o pacote, os traficantes, não acreditaram nos meninos e cometeram esse bárbaro crime”.

De acordo ainda com o familiar, eles não têm nem idéia, de quem sejam esses traficantes, já que os jovens não cometiam nada sobre o tráfico de drogas. “Mais eles tinham sim, envolvimento com o tráfico de drogas”. Contou o familiar.

6 comentários:

Anônimo disse...

ja foi tarde,vamos investigar as mortes de pais de famila esses ai e saco preto

c.nunes p2 disse...

ja foram tarde seus malas,vamos investigar mortes de pais de familia esses ai e saco preto foi

ledoux disse...

traficante,homicida e ledrão..!!

quem que uma desgraça desa viva...vagando tocando terror no interior...tem q matar mesmo..!!!

Anônimo disse...

Bárbaro eram os crimes cometidos por eles.

Anônimo disse...

Em São Gonçalo existe um traficante tirado a famoso que inclusive gosta de patrocinar festas de pagodes etc. E ninguém fala nada sobre ele. Parece que até a policia de lá tem medo dele. Essas coisas têm que acabar em São Gonçalo, Em Feira de Santana, na Bahia e no Brasil. Mas a POLICIA FEDERAL pelo jeito estar assumindo pra que essa peste acabe ou diminua. Espero que eles comessem agir por nossa região também. Quem é sabe. Um bonitão daí que é um dos donos da Banda No Stylo... UM DIA A CASA CAI BONITÃO... E VC VAI PRA CASA DE DETE.

Anônimo disse...

Esse mesmo cara uns meses atrás foi acusado de ter ficado sabendo que uns bandidos estruparam uma parente dele. Aí ele resolveu a situação com as próprias mãos. Tudo bem que vagabundo tem que se acabar mesmo. Mas ele não é o dono de São Gonçalo pra fazer o que quer lá não. JÁ EXISTE POLICIA FEDERAL em Feira de Santana pertinho daí. E os PF não costumam aceitar mirrés pra fazer vista grossa pra vagabundo como você não. Se liga... Tenho informações que nas festinhas que você faz até viatura dar cobertura. Mas isso um dia acaba.