sábado, 29 de outubro de 2011

Advogado é acusado de agredir Cinegrafista do Programa Se Liga Bocão

Volta e meia, os profissionais de imprensa que trabalham com reportagem policial sofrem constrangimentos na hora de registrar imagens para tv, jornal ou sites, por parte de parentes e também por alguns advogados que tentam intimidar os repórteres, e o último caso foi parar na delegacia.
O Cinegrafista Marcelo prestou queixa na delegacia

Na manhã de quinta-feira (28), o cinegrafista Marcelo Oliveira, que integra a equipe do programa Se Liga Bocão, da TV Itapoan, prestou uma queixa no Complexo Policial de Feira de Santana.
Marcelo alegou que foi agredido verbalmente e intimidado por um advogado dentro da delegacia na noite anterior quando desenvolvia seu trabalho. “ Ele gritava muito alto, que não era para filmar e por pouco ele não me agrediu “, disse a vitima ao repórter Virgilio Porto.

O cinegrafista foi orientado pela produção e pelo apresentador do programa, José Eduardo, para que a queixa fosse registrada e a audiência foi marcada para o dia 29 de novembro.

Marcelo Oliveira considerou a atitude um absurdo. “ Eu queria trabalhar e fui intimidado pelo porte físico dele, mas com muita dificuldade conseguí realizar as imagens das pessoas presas, envolvidas no tráfico de drogas “, declarou.

O cinegrafista ratificou que no ano passado o fato aconteceu em via publica após um acidente. “ Ele partiu para cima de mim, tentando impedir que as imagens fossem realizadas ’’. Marcelo não quis revelar o nome do advogado.

7 comentários:

Anônimo disse...

A sociedade sente muito, a pressão causada por situações do cotidianas. Um erro não justifica outro... Porem, esse tipo de trabalho tanto quanto sensacionalista, erra muito, pois antas do suspeito serem aprasentados formalmente, isso é crime, e quem faz sabe disso e insiste.

Anônimo disse...

A sociedade sente muito, a pressão causada por situações do cotidianas. Um erro não justifica outro... Porem, esse tipo de trabalho tanto quanto sensacionalista, erra muito, pois antas do suspeito serem aprasentados formalmente, isso é crime, e quem faz sabe disso e insiste.

Anônimo disse...

Pq bocão não vai entrevistar Edir Macedo e perguntar para ele como anda os processos e inqueritos que ele responde na policiae na justiça. SE LIGA NÉ BOCÃO!!

Anônimo disse...

infelizmente, os repórteres nao procuram agir com delicadeza na realizacao de seus trabalhos, vez que acham que sao os donos da razao e que as coisas devem girar em torno de suas atividades... porem, qdo acham uma pessoa informada e ciente do q estao fazendo, nao aceitam as limitacoes que lhe sao impostas, vindo a tratar de forma rude as pessoas..o advogado citado na reportagem estava no exercicio regular de sua profissao, aonde deveria sim defender a imagem e integridade de seu cliente...

Anônimo disse...

O advogado citado nesta "palhaçada" é pessoa seria e não iria de maneira alguma agredir e ameaçar repórter alguma, pois sou repórter e o mesmo sempre me tratou com dignidade e respeito... Este repórter esta querendo aparecer... Porque vocês não procuram o advogado para que ele fale a sua versão do que aconteceu. Tenho certeza que ele não vai se furtar a esclarecer.

Anônimo disse...

Parabenizo a atitude do cinegrafista bem como da direção do programa, pois, esses advogados se acham donos do poder. Eles têm o direito de exercer sua profissão e os outros não?

Anônimo disse...

Que lindo a atitude desse advogado!A sociedade aprisionada e esses facínoras aí solto barbarizando todos os homens de bem.È isso mesmo, afinal esse advogado realmente faz jus ao dinheiro que ganha: Ao invés de defender pessoas de boa índole,defende as vermes da nossa pátria mâe gentil.Isso é Brasil.